jusbrasil.com.br
2 de Abril de 2020

Como usar o conteúdo como estratégia de marketing jurídico digital

Astrea Software, Gerente de Marketing
Publicado por Astrea Software
há 4 anos

Investir em relacionamentos é a melhor maneira de se destacar no mercado. Essa máxima, conhecida e repetida por diferentes especialistas em marketing jurídico, também prevalece no meio digital. Atualmente, o uso estratégico das ferramentas online permite a prospecção ativa, sem ferir o código de ética, e se mostra ainda mais popular do que a tradicional aquisição de clientes por meio de indicações.

Aliás, você já reparou como é fácil – e muito mais rápido do que pedir indicações para conhecidos – encontrar serviços especializados na internet? Além da comodidade de poder fazer isso de qualquer dispositivo com internet, as ferramentas de busca, como o Google, permitem segmentar o conteúdo por vários critérios e indicadores, inclusive por geolocalização. Se uma pessoa procurar, por exemplo, "advogado especialista em direito trabalhista", encontrará uma lista de escritórios e profissionais autônomos da região onde a pesquisa foi feita e poderá escolher o mais qualificado seguindo seus próprios critérios de seleção.

Essa facilidade de acesso à informação modificou, inclusive, a forma como as pessoas se relacionam com você e com o seu escritório. Hoje em dia, antes de fazer o primeiro contato direto, seu cliente recorre às ferramentas de busca online para encontrar mais indícios sobre a sua atuação. E é com base no que você comunica em seu site institucional, nos conteúdos publicados no blog e pelas mensagens veiculadas nas mídias sociais que ele tira as primeiras conclusões sobre a sua marca, os seus serviços e a sua capacidade de resolver problemas jurídicos de forma eficiente. Até quem chega ao seu escritório a partir de indicação direta pode fazer uma rápida investigação na internet antes de marcar um encontro.

Diante desse cenário, o marketing jurídico digital se revela como um prato cheio de oportunidades para advogados autônomos e novos escritórios de advocacia. Mas você sabe como usar o conteúdo a favor do seu negócio?

Conteúdo como estratégia de marketing jurídico

O conteúdo é a sua moeda de troca na internet e a maneira como você se relaciona com as pessoas no ambiente online é a vitrine do seu atendimento jurídico. Portanto, investir nos meios certos e na qualidade do material que você divulga é fundamental para que o seu conteúdo atraia e retenha a atenção do seu cliente.

Como produzir um conteúdo de qualidade?

Muito além de palavras bonitas, frases de efeito e imagens impactantes, o bom conteúdo conversa com o público ao qual se destina. Mais do que isso, o conteúdo de qualidade é aquele que resolve os problemas do seu cliente potencial, ou, pelo menos, aponta o caminho da solução. De nada adianta escrever longos artigos, publicar um post por dia nas mídias sociais ou enviar emails semanais para os seus contatos, se essas informações não forem úteis para quem as estão recebendo. Por isso, antes de criar ou reavaliar a sua estratégia de conteúdo, leve em consideração os seguintes pontos:

  • Objetivos claros: Para conseguir bons resultados você precisa, primeiro, definir os objetivos que quer alcançar com a estratégia. Caso contrário, gastará tempo e recurso sem propósito. O que você pretende conquistar com a sua estratégia de conteúdo? Que mídias e canais podem ser úteis para você adquirir o que deseja?

  • Metas definidas: Você só saberá a distância que está dos seus objetivos se mensurar os resultados. Para isso, é necessário estabelecer metas, fixar números de referência para as suas ações, acompanhar os resultados constantemente e modificar as estratégias sempre que notar necessidade.

  • Relevância: O conteúdo que você divulga na rede é interessante para você ou para o seu cliente? Se o seu objetivo é criar relacionamentos não será com um conteúdo raso e genérico, usado apenas como artifício para atrair clientes, que você irá conseguir. Use o seu conhecimento para educar seu cliente acerca do seu nicho de mercado, leve até ele informações úteis e importantes. Aproveite esses espaços para demonstrar o seu interesse em ajudar as pessoas.

  • Linguagem: Quanto tempo você demorou para aprender os termos jurídicos? Lembre-se disso ao submeter o seu leitor a linguagens técnicas. Produza conteúdos focados no seu cliente potencial: expresse-se de forma clara e acessível, dê exemplos para facilitar o entendimento, use palavras cotidianas e explique colocações mais complexas, para garantir que a mensagem que você quer transmitir cumpra sua função.

  • Periodicidade: Além de educar o seu público para os dias que haverá conteúdo novo, definir periodicidade para as postagens é importante também para que você assuma um compromisso real com o seu marketing jurídico.

  • Tempo: O sucesso em qualquer área é resultado de muito trabalho. A internet é um ótimo meio para divulgar o seu negócio, criar relacionamentos e cultivar a sua reputação. No entanto, o marketing jurídico digital só trará esse efeito para o seu negócio se você dedicar tempo a ele. Reserve um dia na semana para escrever artigos, produzir ebooks, gravar vídeos, responder dúvidas e comentários, postar nas mídias sociais, rever as estratégias e monitorar os resultados.

Dicas práticas para a produção de conteúdo

Iniciar o relacionamento com seu cliente potencial na internet não é a parte mais difícil. Você pode fazer isso com artigos no seu blog, produzindo conteúdo para sites parceiros, disponibilizando ebooks informativos, gravando pequenos vídeos com dicas ou informações interessantes para veicular nas mídias sociais e de várias outras formas. A parte mais complicada é transformar parte da sua audiência em cliente.

A hipótese ideal seria produzir um conteúdo tão interessante que as pessoas entrassem em contato pelos canais disponíveis para saber como contratar os seus serviços. Mas a realidade é muito diferente. Para conquistar clientes por meio do marketing jurídico digital é preciso sair da passividade e criar estratégias ativas de prospecção. Mas, claro, sem infringir o código de ética.

Para te ajudar nesse processo, separamos algumas dicas práticas para você divulgar o seu material e conduzir o seu relacionamento com os seus clientes potenciais:

  • Responda dúvidas de clientes em sites especializados: Existem vários sites procurados por pessoas interessadas em solucionar dúvidas sobre assuntos jurídicos. Que tal usar a sua expertise para respondê-las de forma qualificada? Jusbrasil, HubJur e Fórum Jurídico são algumas opções;

  • Mapeie grupos e comunidades online: Responda dúvidas em todos os canais possíveis e procure ser conhecido por uma grande audiência. Assim, o seu nome vai virar referência dentro do seu assunto de domínio;

  • Crie estratégias para montar uma base de possíveis clientes: Na internet, quem tem o nome e o endereço de email dos seus espectadores é rei. Crie estratégias para conseguir essas informações, como uma página de download para um ebook, uma página de cadastro na newsletter, etc. Ao fazer um atendimentos online, solicite essas informações e pergunte se pode adicioná-las na sua lista de email para continuar mantendo contato;

  • Esteja presente na vida dos seus clientes: Envie emails periódicos para seus clientes reais e potenciais. Recomende artigos úteis, divulgue seus últimos conteúdos, dê dicas práticas para ajudar no dia a dia deles;

  • Use as mídias sociais para divulgar bons conteúdos: Suas páginas e perfis online não servem apenas para você falar sobre a sua atuação ou sobre o seu escritório. Dê dicas de direito para o seu cliente potencial, atualize-os sobre as notícias jurídicas que farão diferença da vida dele, mantenha-o interessado na sua área de atuação;

  • Faça estudo de casos: Aproveite as histórias que passam pelo seu escritório para fazer estudos de caso que mostre aos seus clientes potenciais a importância da sua atuação e como você é capaz de resolver problemas. Proteja o nome das pessoas e empresas envolvidas e foque na solução do problema apresentado;

  • Grave vídeos curtos e simples para divulgar nas mídias sociais: Ao invés de criar um texto enorme para dar um dica ou abordar um assunto interessante para o seu público, grave um vídeo do seu computador ou celular. Não é necessário uma produção elaborada e nem um cenário perfeito, mas certifique-se de que o ambiente é silencioso e que a sua mensagem será ouvida perfeitamente;

  • Responda comentários e mensagens privadas: Nunca deixe perguntas sem resposta e procure ser gentil e educado com o seu público na internet. Jamais revide uma crítica ou comentário de forma agressiva. O seu engajamento é fundamental para a sua reputação online;

Divulgue apresentações no SlideShare: Você já ministrou alguma palestra? Tem uma apresentação pronta que seria útil para outras pessoas? Disponibilize no SlideShare. Só não se esqueça de deixar o seu contato no último slide.


Essas dicas foram úteis para você? Como é a sua experiência com o marketing jurídico digital? Participe do assunto nos comentários!) Se você gostou desse artigo, vai gostar também do nosso blog. Toda semana publicamos conteúdo para advogados autônomos e empreendedores!

5 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Sim, sem dúvida excelente matéria.
ùtil e eficaz no mundo on line e na infoera. continuar lendo

Muito obrigada, Daniel! Ficamos muito felizes! Tem alguma sugestão de próximos temas que podemos abordar? :) continuar lendo

Parabéns pelo artigo de eficácia em tempos do mundo on line. continuar lendo

Parabéns pelo artigo!
Claro e objetivo!
Me ajudou muito. Obrigada. continuar lendo

Obrigada, Rosa! :) Se você tiver dúvidas ou sugestões de temas para abordarmos no futuro, é só avisar! continuar lendo